Qual a importância da Formação em Contexto de Trabalho nos Cursos Profissionais?

Durante todo o processo de formação, os cursos profissionais visam facilitar a integração dos alunos no mercado de trabalho, proporcionando experiências únicas que os preparem da melhor forma possível, além da possibilidade de ingressar no ensino superior.

Assim, a Formação em Contexto de Trabalho (FCT) é uma das principais componentes desta modalidade de ensino.

Se não sabes o quanto pode ser valiosa no teu percurso profissional, não te preocupes: hoje vamos explicar-te tudo.

Conhece aqui os nossos cursos profissionais

 

O que é a Formação em Contexto de Trabalho?

É a integração dos alunos num contexto profissional em articulação com entidades, instituições ou empresas, onde têm a oportunidade de desenvolver e aplicar os conhecimentos e competências adquiridos durante a formação escolar.

Simplificando: os alunos realizam um estágio numa instituição ou empresa da área onde realizaram a sua formação.

Desta forma, ficam preparados para a integração no mercado de trabalho, quando finalizarem o curso. É, por isso, uma experiência estruturante no futuro profissional de qualquer aluno.

Além do mais, como parte integrante de um curso profissional, este tempo de estágio contribui para a obtenção de reconhecimento a nível europeu relativamente a formação profissional.

 

Como tudo funciona?

Antes do início da FCT é elaborado um plano que visa conjugar e satisfazer três componentes:

 

Na Escola Profissional Bento de Jesus Caraça (EPBJC) os alunos dos cursos profissionais têm de cumprir 600 horas de FCT (cerca de 2 meses no 11º ano e outros 2 meses no 12º ano). No entanto, os horários que realizam são ajustados ao horário de funcionamento da entidade onde estão inseridos, embora a duração semanal não deva ultrapassar as 35 horas nem a duração diária de 7 horas.

Durante todo este tempo, o aluno tem de realizar e participar nas atividades profissionais da instituição ou empresa, inserindo-se, assim, na dinâmica real de trabalho.

Todo o percurso é desenvolvido sob acompanhamento e coordenação da escola, através de um professor orientador, bem como por um tutor da empresa, por forma a tornar a experiência o mais enriquecedora possível e ir melhorando, caso necessário, as competências e a performance geral do aluno ao longo do tempo.

No final, tem de elaborar um relatório, que também serve como elemento de avaliação. Durante a FCT, no 12º ano, é desenvolvido o projeto que é apresentado na Prova de Aptidão Profissional, defendida perante um júri, com o envolvimento de elementos internos e externos à escola.

 

Vantagens da FCT para o teu Futuro

Preparação para o futuro profissional

Já vimos que, durante a FCT, os alunos têm oportunidade de pôr em prática o que aprenderam durante o curso.

Como o saber-fazer será importante durante todo o percurso profissional ao longo da vida, toda a experiência que obtiverem será vantajosa quando chegar a hora de ingressarem no mercado de trabalho e enfrentarem novos desafios.

No entanto, a preparação para o futuro profissional não passa só por desenvolver aptidões técnicas. Afinal, a dinâmica de uma empresa não diz respeito apenas à atividade profissional que desenvolve, mas também ao ambiente de trabalho.

Então, a FCT permite-te desenvolver também algumas competências pessoais e sociais, tais como:

  • Rigor para realizar as tarefas com zelo;
  • Responsabilidade;
  • Pontualidade;
  • Sigilo e lealdade para com a entidade;
  • Bom relacionamento com os colegas;
  • Empenho;
  • Autonomia;
  • Assiduidade (não pode ser inferior a 95% da carga horária prevista);
  • Disponibilidade e vontade para aprender.

Articulando estas duas componentes, técnica e comportamental, a FCT pode, então, contribuir em larga escala para te tornares um profissional qualificado e pronto para o futuro.

 

Maior facilidade de colocação no Mercado de Trabalho

Quando realizam a FCT, os alunos familiarizam-se com as normas da entidade empregadora em que estão inseridos. Por isso, é frequente que exista a oportunidade de ficarem a trabalhar no local de estágio, após a conclusão do curso profissional.

Mesmo que tal não seja possível, podem ganhar alguns contactos, que facilitam o processo de profissionalização.

Além do mais, conseguem adquirir alguns hábitos de trabalho que, certamente, serão úteis em qualquer entidade empregadora.

 

Elevado grau de satisfação por parte dos empregadores

A experiência que os alunos retiram destas oportunidades agrada aos empregadores. Afinal, compreendem melhor do que ninguém a importância de saber-fazer e de ter algumas noções reais do mundo do trabalho.

No caso da EPBJC, o nível de satisfação dos empregadores quanto ao desempenho dos alunos diplomados é de 95%!

 

Fica a conhecer os nossos Cursos Profissionais (todos incluem FCT!)

Independentemente da área escolhida, a FCT é sempre vantajosa e faz parte do plano curricular, por forma a complementar a formação profissional.

A EPBJC tem à tua disposição uma grande variedade de cursos profissionais nas mais diversas áreas. A melhor parte: todos permitem experienciar o mercado de trabalho de forma real através de estágio, contribuindo para que te tornes um profissional exemplar.